top of page
  • Foto do escritorAscom

Professora Maria Ferreira é selecionada para formação em Portugal

Câmara Municipal de Capixaba parabeniza e deseja sucesso a professora Maria Ferreira da Silva, que representará o Estado na formação em Portugual, na cidade de Porto


A professora Maria Ferreira da Silva, que trabalha nas séries iniciais na Escola Municipal Professora Noélia Maria, foi selecionada pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) para uma formação na cidade do Porto, em Portugal. Maria Ferreira inscreveu um projeto inédito com o objetivo de diminuir a defasagem provocada nas crianças pela pandemia. A seleção foi nacional e teve quatro fases eliminatórias.

Maria Ferreira é rofessora de alfabetização há 24 anos e ficou em 12° lugar na seleção nacional, entre os 100 professores selecionados do Brasil, sendo a única professora do Estado do Acre que irá participar do intercâmbio.


“Fiquei muito feliz e estou muito ansiosa. Agora, tenho que reunir os documentos para a viagem. Eles vão nos pagar ajuda de custo e todas as despesas com transporte, alimentação, materiais do curso que é sobre alfabetização através de histórias.” pontou.


A viagem a Portugal deve acontecer em novembro, com retorno programado para dezembro.


O presidente da Câmara Municipal de Capixaba destacou a importância da seleção da professora.


"Para nós de Capixaba é um orgulho que o Acre tenha um representante nessa importante formação, e muito prazeiroso saber que é um docente de Capixaba, uma mente brilhante, dedicada a educação com uma experiência fascinante em alfabetização" disse o presidente Amilton Costa (União Brasil). Amilton ainda comemorou que a Câmara fará uma homenagem a professora e continou "Única representante acreana, representando o nosso Estado é a professora de Capixaba, Maria Ferreira. Tenho certeza que ela irá fazer um intercâmbio incrível, trocará muitas experiências sobre educação, alfabetização e trará o que há demais moderno para discutirmos e implementarmos aqui" finaliza o parlamentar.


A formação será sobre Alfabetização Baseada na Ciência (ABC) é promovida pela Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto (FPCEUP) e pelo Instituto Politécnico do Porto (IPP). “O curso terá carga horária de 240 horas e duração de seis semanas. Para fazer a inscrição, os candidatos precisavam ter experiência de docência nas séries iniciais do ensino fundamental, possuir diploma de licenciatura em pedagogia e fazer os cursos disponibilizados.”


Maria Ferreira já vem há algum tempo fazendo formações do método de alfabetização baseada na ciência, através de cursos disponibilizados pelo MEC e também por instituições privadas. O método foi testado aos poucos e implantado através de projetos na Escola Municipal Noélia Maria. Em abril de 2022, a escola promoveu a Primeira Oficina de Alfabetização Baseada em Ciências, e os professores abraçaram a causa.


Agora, a professora se prepara para as seis semanas de estudo em Portugal, entre novembro e dezembro deste ano. "Eu estou muito grata a Deus, e a todos os meus colegas de trabalho, funcionários da nossa escola que abraçaram, apoiaram, pois essa é uma conquista nossa, pois sonhamos juntos com esse projeto".


A professora enfatizou que a conquista é a realização de um sonho, e que pretende aplicar os conhecimentos que vai adquirir para ajudar o desenvolvimento da educação no município de Capixaba. "Eu amo a alfabetização, quero aprender cada vez mais e poder ajudar o município, repassando os conhecimentos que serão adquiridos. Quero aproveitar para dizer a todos que continuem acreditando nos seus sonhos. Tentem, tenham coragem, tenham fé, coloquem Deus à frente e tudo dará certo".

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

コメント


bottom of page